quarta-feira, 15 de maio de 2013

Em tempo, governo volta atrás e mantém exigência de título de doutor para contratação de professores nas universidades federais. Tira a exigência apenas para regiões com "graves carências". Na essência, não muda nada. Deveria exigir, no entanto, melhor qualidade dos professores, bancas mais transparentes e competentes, salários mais dignos para atrair bons talentos, melhor plano de carreira, entre outras coisas. Com isso facilitaria que melhores profissionais ficassem na universidade e que os melhores fossem contratados.

Nenhum comentário:

Postar um comentário